Home | Fale Conosco

 
 
 
 

   News

CATOCA LEVA ÁGUA TRATADA A CAXITA E MWATOYO

 

Mais de 5 mil habitantes das aldeias geminadas de Caxita, Mwandonji e Mwatoyo Sakaxima beneficiam, desde 14 março de 2013, de água potável. Os sistemas, uma oferta de Catoca, enquadram-se no âmbito da sua Responsabilidade Social.

Caxita – Muandonji, aldeia erguida também com o concurso da companhia diamantífera, conta com um sistema de bombeamento de água para um tanque de 5 mil litros que distribui, por gravidade, ao fontanário, lavandaria comunitária, escola e algumas residências. Para o consumo, a diamantífera instalou dois equipamentos purificadores de água, que funcionam com energia solar, e com uma capacidade diária de 500 litros de água tratada.

Noutra aldeia geminada, Mwatoyo-Sakaxima, foi reabilitado o sistema de bombeamento de água, três fontanários, e o tanque de 15 mil litros, que por gravidade abastece igualmente água à escola, erguida também por Catoca naquela localidade que dista cerca de 20Km de Saurimo, a capital da Lunda Sul. Dois purificadores foram igualmente instalados para proporcionar água potável às mais de 3 mil almas.

João Baptista Manassa, Vice-Governadora da Província acompanhado pelo Administrador Municipal de Saurimo e do Director Provincial da Energia e Água procedeu à inauguração dos equipamentos sociais patrocinados por Catoca.

Ricardo Abel, coordenador do bairro Caxita-Mwandonji, louvou o apoio que Catoca vem proporcionando à sua comunidade. “Estou muito contente porque já não vamos ao rio nem bebemos água bruta. É um sonho que se realiza”, disse satisfeito.

“A aldeia tinha um problema que era o atraso dos alunos na escola, devido à distância que separa o bairro da aldeia. Doravante, tudo isso é passado”, explicou João Baptista Sakaxima, soba da comunidade com o mesmo nome.

A acção de Catoca que também se enquadra no esforço para combater as doenças de fórum hídrico como a diarreias, também mereceu elogios do Director Provincial da Energia e Águas da Lunda Sul, Tito Kassongo Júnior, para quem os equipamentos ora inaugurados se constituem em bens públicos que devem ser preservados. “Aqueles que sabem manusear o que foi aqui montado devem ensinar aos outros para que não estraguem o que custou dinheiro e trabalho”, recomendou.

Marçal Vigário representou no acto a direcção da diamantífera e disse tratar-se de um Projecto que já vem sendo realizado noutras comunidades da Lunda sul. O Chefe do Gabinete de Controlo Técnico assinalou a construção de escolas, postos de saúde, Infantários, entre outras benfeitorias que catoca proporcionou às comunidades da província. “Estamos interessados em melhorar a vida das populações por isso temos uma parceria forte com as autoridades governamentais com quem temos trabalhado”, argumentou.

“Meya a Kunwa, em cokwe, significa água para beber. O que vocês têm aqui é água que vai melhor a saúde e o esforço da população. Cuidem bem do que vos está a ser entregue e não deixem que os equipamento se degradem”, recomendou João Baptista Manassa, o Vice-Governador da Lunda Sul.


 
Endereço:
Luanda/Angola - Sector Talatona – Luanda Sul - Tels.: 2226247000 | 2226247001 | Fax.: 222006140 | 222006141
Saurimo/Angola - Tels.: 222624000 | 222624001 | Fax.: 222624108