Home | Fale Conosco

 
 
 
 

   News

Accionistas Caucionam 2012 e Plano Para 2013

 

As sucessivas alterações, em baixa, dos precos dos diamantes e a reavaliação dos activos de CATOCA marcaram os debates na mais recente Assembleia Geral da empresa, encontro considerado como acção "prudente" pelos accionistas.

Tratou-se da 50.ª Assembleia Geral que analisou, a 27 de Novembro, entre outros, a baixa de precos no mercado de diamantes, ocorrida no periodo de Maio a Julho do corrente ano, projectou o que ainda resta por fazer até ao final de 2012 e concretizou o plano táctico e de acção para 2013.

"Esta 50.ª Assembleia Geral extraordinária foi uma iniciativa sábia por parte dos gestores de CATOCA", disse o Presidente do Conselho dos Accionistas, Eng. Carlos Sumbula (PCA-ENDIAMA).

Durante a Assembleia, os representantes dos sócios (ENDIAMA, AL ROSA, SONANGOL-CHINA e ODEBRECHT), bem como o conselho de gerência de Catoca abordaram aspectos que necessitavam da homologação dos sócios, nomeadamente, a baixa de preços dos diamantes e a reavaliação dos activos da empresa que permitirão valorizar mais a instituição, conferindo-a maior poder negocial junto dos bancos, à luz dos novos investimentos projectados para os próximos anos.

"Em 2013, o CATOCA pretende fazer a expansão das suas actividades para programar melhor o seu o futuro, primeiro no mercado nacional, lançando-se em novas concessões e prospecções e, posteriormente, a sua internacionalizacao", avancou, no final do encontro, Carlos Sumbula.

Na Assembleia, a Direcção de CATOCA procurou também detalhar e submeter à aprovação dos accionistas o plano de acção da empresa para o ano de 2013.

"Na verdade, o que fizemos concretamente foi estabelecer, analisar e respectivamente aprovar o nosso programa de actividades e orçamento para 2013, instrumento de gestão de curto prazo, que nos vai orientar em toda nossa actuação no próximo exercício econômico", disse Ganga Júnior, o Director Geral de CATOCA.

Na âmbito da melhoria do processo de gestão, CATOCA instituiu um ciclo de planeamento estratégico de longo prazo (Visão 2020) e, paralelamente, tem estado a realizar o chamado planeamento de curto prazo operacional, de revisões anuais, e outro de periodicidade trienal.

"Nesse conjunto de sistema de planeamento introduzimos mais um que é o 'planeamento táctico' que deve reger a vida da empresa por um período de três anos com actualizações anuais. Para 2013 queremos um planeamento táctico que vai até 2015", declarou.

O ano de 2013 é encarado com optimismo, na óptica de expansão da actividade da empresa, na medida em que verá consolidada a acção de prospecção em novas áreas, além do tradicional KImberlito de Catoca e Tchiuzo.

"Foi necessário apresentar esta visão aos sócios para a sociedade definir os recursos necessários para a sua implementação, porque o objectivo é que esta mina (Tchiuzo) comece a recuperar os primeiros diamantes em 2014", sublinhou o economista Ganga Júnior.

Entretanto, existem mais expectativas sobre o futuro, especialmente a componente da internacionalização, que passa quer pela exportação de diamantes para mercados tão distintos como a China, quer para a lapidacao de diamantes de CATOCA na Ásia.

"A China é um mercado importante para a realização das nossas produções, transformação e lapidação dos nossos diamantes. Neste momento, estamos a analisar possibilidades baseadas em dois aspectos, nomeadamente, o financeiro, em que a China tem uma capacidade de alavancar finanças que nos podem permitir realizar grandes empreitadas, por outro lado a China está a entrar de forma bastante activa no seguimento de diamantes, na sua componente de comercialização e lapidação. Estamos a estudar e podemos avançar, a título informativo, que cerca de dois terços da nossa produção já passam pelo mercado chinês", concluiu.

>

 


 
Endereço:
Luanda/Angola - Sector Talatona – Luanda Sul - Tels.: 2226247000 | 2226247001 | Fax.: 222006140 | 222006141
Saurimo/Angola - Tels.: 222624000 | 222624001 | Fax.: 222624108